O estado da tecnologia climática 2021, por PwC Brasil

Tecnologia 07 de fevereiro de 2022

O maior desafio de inovação que a humanidade já enfrentou, sem dúvida, está diante de nós: o mundo tem dez anos para reduzir pela metade as emissões globais de gases de efeito estufa e conseguir zerar as emissões líquidas até 20501. No relatório The State of Climate Tech 2020 mostramos como soluções de tecnologia climática vitais para viabilizar essa transformação vêm atraindo o interesse crescente dos investidores. 

Em nosso estudo2, analisamos como os investidores estão gerando impacto climático e retornos comerciais com essa categoria de ativos emergentes, ajudando a manter a meta do Acordo de Paris de limitar o aquecimento global a menos de 1,5 grau Celsius3.

Um ano agitado no clima sinalizando a urgência de se trabalhar pela recuperação verde

O ano passado assistiu a uma transformação no panorama do capital de risco. Novos tipos de capital e mecanismos de financiamento levaram aos mercados privados novos e grandes fluxos de investimento. Além disso, o capital acumulado e não alocado em 2019-20 ajudou na recuperação dos negócios em 2021.

Em relação aos investimentos em tecnologia climática, a situação não é diferente. O cenário reflete os anseios de uma sociedade que sente cada vez mais os impactos das mudanças climáticas. O último relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, na sigla em inglês), publicado em agosto de 2021, reforçou os apelos por uma ação drástica. A COP26 ecoou esse anseio com o anúncio4 da iniciativa Glasgow Breakthroughs, que estabelece um plano para países e empresas trabalharem em conjunto visando acelerar a adoção de tecnologia limpa a preços acessíveis em todo o mundo. 

O foco acentuado em iniciativas ESG nos mercados privados em conjunto com regulamentações emergentes, como o Regulamento para Divulgação de Finanças Sustentáveis da União Europeia, estão impulsionando o crescimento e levando muitas empresas e investidores a alterar suas estratégias. Milhares de empresas se comprometeram publicamente a zerar as emissões líquidas, estabeleceram metas baseadas na ciência ou buscaram demonstrar compromissos mais amplos com a sociedade por meio da certificação Empresa B (B Corp, em inglês). Além disso, megafundos multibilionários vão sendo direcionados cada vez mais para a tecnologia climática.


Link oficial e material para download: https://www.pwc.com.br/pt/estudos/servicos/mercado_capitais/2022/o-estado-da-tecnologia-climatica-2021.html